Mestrado Profissional em Economia e Finanças

Inscreva-se

Linhas de Pesquisas

  • Economia e Finanças de Energia (NOVA). Saiba mais

    Economia e Finanças de Energia é a nova linha de pesquisa do Mestrado Profissional em Economia e Finanças (MFEE) da EPGE Escola Brasileira de Economia e Finanças (FGV EPGE).

    O objetivo desta linha de pesquisa é preparar os alunos para utilizarem técnicas de fronteira em Finanças, Economia e Ciência de Dados na resolução de problemas relacionados aos setores de eletricidade, gás natural, petróleo e recursos hídricos.

    A criação deste Mestrado é motivada pelas mudanças em curso nestes setores, que incluem a penetração de fontes renováveis de energia, digitalização, liberalização de mercados e um maior empoderamento dos consumidores. Adicionalmente, observam-se em nosso pais iniciativas com vistas a melhoria dos ambientes de negociação de eletricidade (e num futuro próximo gás natural e água, por exemplo), da regulação prudencial relacionada e utilização crescente de técnicas para Gerenciamento de Riscos já conhecidas em bancos e empresas de investimento. Assim, o curso também pretende fazer a ponte entre os profissionais com especialização em energia e aqueles oriundos dos mercados financeiros, num conjunto de habilidades adequado para esta nova realidade.

    Além das disciplinas já oferecidas no MFEE, os alunos que decidirem se dedicar ao estudo desta área terão a oportunidade de construir seu conhecimento por meio de sólido treinamento teórico, aliado à prática constante, via aplicação de técnicas de Ciência de Dados, Ferramentas para Gerenciamento de Riscos e Desenho de Mercados a bases reais de domínio público ou privado.

    A linha de pesquisa de Economia e Finanças de Energia será disponibilizada através de módulos especialmente adaptados para cada disciplina do ciclo básico (Matemática, Estatística, Macroeconomia, Microeconomia e Econometria), além das matérias obrigatórias da especialização, como: Desenho de Mercados, Gerenciamento de Riscos, Ciência de Dados Aplicada, Economia da Energia, Derivativos de Energia, Ambientes de Negociação e Regulação Econômica. Dentre outros tópicos, nestas disciplinas serão abordados temas de fronteira, entre eles: criação de novos ambientes para negociação de eletricidade e bolsas de energia, impactos da digitalização e penetração de recursos distribuídos de energia, efeitos da implementação de preços horários de eletricidade no Brasil sobre decisões de investimento e financiamento e relação com novas estruturas para meios de pagamento e desintermediação financeira.

    Deste modo, o programa é formulado para que o profissional egresso seja capaz de implementar técnicas de fronteira em Economia Aplicada, Finanças e Ciência de Dados nos mercados em questão, bem como liderar equipes especializadas. O curso será permeado por casos práticos nas áreas de atuação e encontra-se em linha com certificações internacionais de renome e programas correlatos em Economia e Finanças de Energia nas melhores Universidades internacionais. Entre as potenciais contratantes de egressos do curso estão, além das empresas de energia (distribuição, geração, transmissão e comercialização de eletricidade, companhias de óleo, gás natural, derivados, gestoras de recursos hídricos), instituições financeiras como bancos de investimento e tradings, empresas de consultoria e colaboradores de agências regulatórias e governos.

  • Finanças
    Esta área de especialização visa a formação de profissionais para o mercado financeiro e para a área financeira das empresas.
  • Economia Empresarial
    Focada nos aspectos microeconômicos, no âmbito da teoria da firma e contratos, esta linha também analisa aspectos macroeconômicos com impacto relevante nas empresas..
  • Regulação e Avaliação de Políticas Públicas
    O objetivo desta linha de pesquisa é a formação de profissionais do setor público com sólidos conhecimentos em Economia da Regulação e Economia do Desenho e Avaliação de Políticas Públicas. O programa tem como público-alvo profissionais que atuam na administração pública, em setores regulados, e aqueles incumbidos da formulação e/ou implantação de políticas públicas.
  • Economia da Infraestrutura
    Este programa inovador se apoia na plataforma do tradicional Mestrado Profissional em Economia e Finanças da EPGE Escola Brasileira de Economia e Finanças (FGV EPGE).

    A atração de investimentos e a manutenção de uma adequada provisão de serviços em infraestrutura ocupam o topo da agenda de desafios para a retomada de uma trajetória de crescimento sustentado no Brasil. Neste contexto, temas como a regulação, financiamento de longo prazo e alocação de risco se projetam como grandes vetores para que estes objetivos sejam alcançados. Desenvolver conhecimento econômico sólido e avançado é essencial para produzir soluções eficientes e gerar valor nas indústrias de Energia, Transporte e Logística, e Saneamento.
    Fortemente impactadas por inovações tecnológicas e políticas climáticas, essas indústrias enfrentam hoje em âmbito mundial transformações que afetam seus modelos de negócios. No caso do setor elétrico e da mobilidade urbana, a digitalização e a eletrificação produzem novas formas de como os agentes extraem valor das atividades. Esses novos formatos demandam novos arranjos regulatórios, desenhos de mercado e mecanismos de precificação e monitoramento da qualidade dos serviços para os consumidores finais. Neste contexto, para uma compreensão adequada da nova realidade destas indústrias, é essencial o entendimento dos impactos da digitalização, do uso de grandes bases de dados (Big Data) e de uma participação mais ativa do consumidor.
    Assim, com o objetivo de preparar o aluno do programa para entender os desafios – atuais e futuros - enfrentados pelas indústrias de infraestrutura, esta nova linha de pesquisa oferece uma visão multidisciplinar e com diálogo sobre as práticas adotadas internacionalmente.

  • Ciência de Dados Aplicada à Economia

    O objetivo desta linha de pesquisa é preparar os alunos para utilizarem técnicas de fronteira em Ciência de Dados na resolução de problemas econômicos. A criação desta nova linha de pesquisa é motivada pela crescente demanda de profissionais com formação em economia que estejam aptos a aplicar técnicas avançadas para tomada de decisão em negócios orientada em dados.

    Além das disciplinas já oferecidas no MFEE, os alunos que decidirem se dedicar a esta linha de pesquisa terão a oportunidade de construir seu conhecimento por meio de sólido treinamento teórico aliado à prática constante via aplicação de técnicas de Ciência de Dados a bases reais de domínio público ou privadas. Ela será disponibilizada por meio de módulos especialmente adaptados para cada disciplina do ciclo básico (Matemática, Estatística, Macroeconomia, Microeconomia e Econometria), além das disciplinas obrigatórias da especialização: Programação, Computação e Engenharia dos Dados, Machine Learning.

    A linha de pesquisa inclui módulos de Ciência de Dados aplicadas em disciplinas das outras áreas de economia. A proposta é que sejam abordados temas atuais e relevantes entre eles: novas estruturas de desintermediação financeira, blockchain e cloud computing.

    O programa é formulado para que o profissional egresso seja capaz de implementar técnicas de fronteira em Machine Learning e outras ferramentas de Data Science, bem como liderar equipes especializadas. O curso será permeado por casos práticos de áreas de atuação de economia, tais como banking, finanças, infraestrutura, varejo, e seguros. Entre as potenciais contratantes de egressos do curso estão, além das empresas de tecnologia (fintechs, insuretechs e empresas de e-commerce), instituições tradicionais em processo de transformação digital.