Professora da EPGE participa de debate no programa Espaço Aberto

No dia 29 de setembro a professora Cristina Terra, da EPGE, debateu questões relativas à abertura comercial no programa Espaço Aberto da Globonews. Participaram do debate a jornalista Miriam Leitão e o presidente do CEBRI, ex-Embaixador José Botafogo Gonçalves. Durante o programa foram debatidos temas relacionados aos benefícios da abertura comercial. De acordo com o debate, com a abertura poderá ser feito um uso mais eficiente dos fatores de produção, aproveitando as vantagens comparativas, e, principalmente, ter acesso a novas tecnologias, que atualmente é o principal motor do crescimento. O Brasil, apesar de ter promovido uma grande liberalização comercial na década de 90, continua sendo uma das economias mais fechadas do mundo.

A jornalista Miriam Leitão questionou se deve-se fazer uma nova liberalização comercial unilateralmente, ou se deve-se condicionar a abertura à diminuição das barreiras agrícolas americanas e européias. Tanto Cristina Terra, quanto o embaixador Botafogo concordaram que é preciso fazer a liberalização unilateral, mas continuar pressionando pela liberalização agrícola do norte.

Foi também tema da discução o fato da liberalização levar a ganhos para alguns setores da economia e perdas para outros, apesar de haver um ganho agregado para economia como um todo. Assim, aqueles que perdem se opõem à abertura. Uma liberalização dentro de um acordo internacional pode auxiliar na adesão de grupos pró-abertura e facilitar a negociação política interna. Outro ponto relevante levantado pela professora da EPGE, foi a falta de relação entre o padrão de comércio e o grau de desenvolvimento das economias. A Austrália, por exemplo, tem padrão comércial oposto ao da Alemanha e muito parecido com o do Chile. No entanto, a Austrália é tão rica quanto a Alemanha e cerca de três vezes mais rica que o Chile.