Para Nobel da Economia, crescimento acelerado traz riscos para o Brasil